OPERAÇÕES PORTUÁRIAS: É HORA DE DESCOMPLICAR

Por definição, o Operador Portuário é uma Pessoa Jurídica, previamente qualificada, apta para fazer movimentação e armazenagem de mercadorias destinadas ou provenientes de transporte aquaviário, realizada no porto organizado. Inclusive, existe uma lei específica para regulamentar o tema. Trata-se da Lei nº 8.630 de 25 de Fevereiro de 1993, que em seu Art. 1º determina “Cabe à União explorar, diretamente ou mediante concessão, o porto organizado.”



Na prática, um verdadeiro operador portuário é uma empresa que se preocupa com seu cliente desde a origem da carga, com acompanhamento preciso de todo o processo, desde a Partida na Origem, Transito do Navio, Atracação, Descarga, Entrepostagem, Separação de Mercadorias e Entrega ao Cliente Final.



“Dar total visibilidade do processo ao nosso cliente, torna a minha relação com a SSAB ainda melhor”, afirma Fábio Rosenstock – Supervisor de Operações da OTM Logística Integrada.


É sabido que intempéries acontecem nos processos de importação e exportação. Mas, pior do que estar no meio destas intempéries, é estar sem guarda-chuvas neste momentos.
“A OTM nos manteve informados o tempo todo sobre o andamento do processo, a ponto de recebermos a mercadoria em nosso Centro de Distribuição sem que eu precisasse ser acionado. Eu e minha equipe de trabalho, inclusive, pudemos aproveitar o final de semana”, brinca Mauro Kricheldorf – Gerente de Logística da SSAB.



As operações portuárias fazem parte do DNA da OTM Logística, faz parte da nossa história. E, quando associamos a este expertise nosso propósito, “NOSSO SUCESSO É MEDIDO PELA MANEIRA COMO INFLUENCIAMOS POSITIVAMENTE A VIDA DAS PESSOAS, E PELO VALOR QUE AGREGAMOS ÀS OPERAÇÕES DE NOSSOS CLIENTES”, temos a absoluta certeza que faremos um ótimo trabalho.